sábado, 31 de julho de 2010

Punhetas de uma Noite de Verão


Há quem diga que nunca se masturbou, há quem diga que masturbação é uma coisa suja e nojenta, e há quem diga que masturbação é uma coisa linda de DEUS (Eu) ! Bem, deixando isso de lado, o fato é que todos se masturbam: Seu Pai, seus irmãos, seus tios, sua Mãe não, (Mães não se masturbam nem tem vida sexual, elas são virgens imaculadas).

Mas... e quando alguma coisa atrapalha seu "momento" ? Quando você é pego de Calças arriadas e com o Pau na mão (literalmente) ?! Ou quando Papai abre a porta e vê sua menininha com as pernas pro alto gritando "MEU DEUS, EU JÁ VOU !!" em plena tarde de domingo ?!

Colocarei aqui algumas estórias engraçadas sobre esses assuntos, Lembrando sempre que os nomes dos coleguinhas serão modificados e qualquer semelhança é mera conhecidência:

Camisinhas de posto de Saúde:
Um grupo de amigos conversando, conversa vai e conversa vem, e como homem não para de falar besteiras, eis que um solta a pérola:
- Camisinha de posto de saúde é tão ruim, que só serve pra bater punheta e não sujar o quarto...
- Cara... você usa camisinha pra bater punheta ??!

Depois de um breve silêncio, as risadas foram inevitáveis.

Que água é essa:
Amanda, Mulher descolada e panz, morava sozinha, tinha seu apé bonitinho, e como qualquer mulher que se preze, tinha seu "pequeno" vibrador pra'quelas horas de tristeza e descompromisso das partes masculinas.
Amanda, começou uma bela tarde de masturbação frenética, e depois daquele ULTRA-Master-orgasmo (Lembrem-se, homens gozam, mulheres tem orgasmos) resolveu tomar um banho. No meio do Banho, a campainha toca, Amanda se embrulha em mil-e-uma toalhas e sai pra atender a porta, lá estava o seu peguete fixo Felipe, que vendo aquele presente, todo embrulhado na frente dele, já começou um princípio de SLEA, e os dois foram se pegando, e mão-nisso mão-naquilo, os dois corpos se arrastam pro quarto de Amanda, onde da porta ela já pula direto pra cama e para fazendo pose pro seu macho que desabotoa as calças de frente para a porta do quarto. Felipe se aproxima da porta e caminha lentamente, fazendo um charme pra sua amada, quando... SPLOSH ! Felipe toma um tombo na frente da cama.
- O que aconteceu ? - Pergunta Amanda
- Eu escorreguei nessa poça aqui na frente da sua cama, por acaso aqui tem goteira ?! - Dizia Felipe, com mais dor na moral que no seu corpo.
- E... Não, é que... é... é...

Amanda procura uma boa desculpa até hoje...


Apanhado...:
Tarde, sozinho em casa, nem uma alma viva por perto, palco perfeito pra uma tarde de bronha. Eis que nosso herói, Pedro, rapaz cuidadoso, já tinha até preparado o palco do espetáculo: Papel higiênico pra limpar as mãos, um videozinho novo, recém baixado pro computador, um pouco de creme pra deslizar melhor, fones de ouvido pra não dar muito na telha, e começa o MRUA (Movimento Retilíneo Uniformemente Acelerado).
Pedro já estava na metade de seu ritual de acasalamento solitário quando ouve um barulho estranho. Pensando ser algo do filme, continua sua masturbação. Quase chegando ao Clímax do filme e ao seu próprio, Pedro já via até estrelas, quando é subitamente interrompido pelo som da porta de seu quarto sendo aberta por sua mãe.
A Mãe de Pedro, vendo o desespero de seu filho, que não conseguia decidir se levantava suas calças, fechava o vídeo ou guardava os artefatos que o denunciavam, simplesmente fechou a porta. Já Pedro, morto de vergonha por ter sido apanhado com as calças curtas, fechou o vídeo, arrumou-se, juntou o pouco de decência que ainda lhe restava e saiu para encarar sua mãe. Pedro chega até a cozinha, onde sua mãe solta uma das frases mais épicas da história: - E ai, já acabou ?!

Eu bato tanto que:
Garotos são uma espécie retardada, ainda mais quando acabam de descobrir a masturbação. Eis que em uma conversa de alunos do ensino médio, cada um tenta mostrar que é o maior punheteiro do grupo:
- Eu bato 4 por semana ! - Dizia um mais empolgado
- Isso não é nada, eu bato 5 !! - Dizia outro.
- HÁ ! Eu bato uma POR DIA ! - Disse um terceiro
- Belas bostas, eu bato duas! - Disse um quarto, já fazendo uma pose de "Rei da bronha"
- Doido, eu bato tanta punheta, que a cabeça do meu pau descasca...- Disse um último
Depois de um breve silêncio, alguem diz: - Isso tudo é porra seca acumulada.
E o pequeno rapaz ficou eternamente conhecido como "Porra seca".


Tem mais algumas histórias sobre masturbações ou casos engraçados que ocorreram durante o sexo ?! Divida conosco pelos comentários. E Lembre-se "Anônimos não tem rosto, nem vergonha".

o/

8 comentários:

Klaus~! disse...

HAHahHAHahAHah!! Esperava ansiooooso por esse! Ri demaaaais! Punheta e, especialmente siririca, são verdadeiros tabus ainda para a sociedade. Eis que vos garanto: todo mundo bate, do adolescentezim até o aposentado!


Post foda, Nyo!

paopao.paopao.pao disse...

Muuuuuito booom, ri muito!!!

Elisa disse...

Aaaaaahhh!! Que vergonha alheia q me deu pelo cara pego pela mãe!!
Sério véi.. acho q eu quase morri só de imagina a cara q o menino e a mãe ñ fizeram!! ><''
Muito doido o post!!! shaIUSHIAUhs
Digno d uma continuação!

Lobão disse...

Esses jovens fazem de tudo, em qualquer lugar, que coisa mundana!
Nenhum católico que se preze gostará ou no mínimo lerá este texto até o fim...

Sorte d'eu ser agnóstico, né?!
HAuahuaHAUHAUHA

Anônimo disse...

no ja me pegaram .foi minha mae tb mas foi d tarde ne avisei a veia q ia drumi e derrepente ela entra e me pega d pau na mao !punheta agora so no banho

Zelda_igor disse...

As cores do seu blog me deixam sufocado.

Klaus~! disse...

Então minha cueca tiraria teu fôlego! hAHAHHAhahHAha

Anna. disse...

Klaus~! disse...
Então minha cueca tiraria teu fôlego! hAHAHHAhahHAha



Eu fiquei uns 10 minutos rindo desse comentário e esqueci completamente o que ia comentar, UHAUAHUAHUAHUAH