sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Heróis da Pátria

Aproveitando a sugestão do leitor Igor em nosso 1º FAQ, resolvi criar um quadro para homenagear nossos heróis, os personagens brasileiros mais prestigiados. Não, não é no quesito heroísmo tradicional, e sim no quesito HUMOR, pois é do riso que sobrevive a esperança de uma nação. E já que a base para esse quadro foi a sugestão, d'ela sairá o primeiro Herói da Pátria: Vera Verão!

Jorge Luís Souza Lima (1953-2003), de nome artístico Jorge Lafond, foi um ator, dançarino, travesti e comediante de prestígio do A Praça É Nossa, dos tempos em que as piadas não eram forçadas, e o riso saia sem pedir licensa! Nascido na cidade do Rio de Janeiro, Lafound formou-se em teatro pela Uni-Rio. Estudou balé clássico e dança afro. Trabalhou em diversos cabarés no Rio de Janeiro, mas foi aos 20 anos que sua carreira deu um gigantesco salto: por dez anos trabalhou como dançarino de um grupo folclórico, viajando por toda a Europa e Estados Unidos.

Em 82 acabou por participar do
corpo de bailarinos do Fantástico e no Viva o Gordo (antigo programa de Jô Soares). Fez também uma participação do especial infantil do Plunct, Plact, Zuuum, no ano seguinte. Já em 87, fez o papel de Bob Bacall na novela Sassaricando, na rede Globo, sendo logo após convidado a participar da nova formação de Os Trapalhões pelo Renato Aragão. Porém, foi como Vera Verão no A Praça É Nossa, onde permaneceu por 10 anos.

Disse em sua autobiografia, Vera Verão: Bofes & Babados, que desde os 6 anos de idade já tinha consciência de sua homoafetividade, mas o medo dos pais descobrirem era tanto que procurava andar sempre na linha e estudar bastante. Já adulto, saía em destaque em carros alegóricos de escolas de samba do Rio e São Paulo, apresentando-se seminu (exceto em sua estréia, na qual estava completamente nu).

No dia 10 de Novembro de 2002, Lafond participou do programa
Homens x Mulheres do Programa Legal, no SBT, sendo convidado a se representar o lado feminino, como Vera Verão. Mas teve de se retirar do palco, a pedido do Padre Marcelo Rossi, que se apresentaria dali a pouco. Arrasado nos bastidores, se recusou a retornar, tamanho o constrangimento. Uma semana depois, fora internado com sérios problemas cardíacos. Hipertenso e apresentando um sério quadro de depressão desde esse incidente, em 11 de janeiro de 2003 Lafound falece de infarto fulminante.

Fica aqui esse pequeno tributo. Não, não é para que Lafond leia lá da Net Celeste, nããão! É para que o povo brasileiro aprenda a abrir sua mente, pois é uma mente fechada que mata um bondoso coração! E principalmente, para que todos tenham consciência cada vez mais das personagens maravilhosas que nasceram neste solo, e que tenham certeza de que não importa os problemas, sempre haverá esperança enquanto houver heróis. Heróis como Jorge Lafond! E a próxima pessoa de quem falaremos aqui.

Essa já foi escolhida
. Mas têm alguma sugestão? Mandem-nos via comentários, e-mails, orkutadas, sinais de fumaça, é tudo válido! E que a purpurina de Vera Verão continue sempre abençoando o bom e típico humor brasileiro!

7 comentários:

Lobão disse...

Esse cara era foda
Única razão pela qual assistia Praça É Nossa!
Os fodas sempre saem mais cedo

Nyo disse...

Caraaaaaaaaaaaaaaaaaleo !
Jorge Lafond era um dos personagem mais fodas da praça, sem sobra de dúvidas. O falecimento do mesmo foi um abalo à Nação, de fato, a perda de um Grande comediante.

"ÉEEEEEEEEPA ! ÉEEEEEEEEEEPA !! vejá lá como fala, sua sirigaita ! Bicha não, eu sou uma quase... mulher."

BABN disse...

Aiiii adooorei... A luh vai se emocionar pouco qndo ver sua diva aki *-* ... Depois dele a Praça é Nossa nunca mais foi engraçada. Os bons vão primeiro u.u

Zelda_igor disse...

Muito muito foda IAEHOIAEHI \o.
PS: Eu li tudo, po!

Nelson disse...

issae, ta axando q travesti eh bagunça? uahsuahsuahsuah

by: Traveco

Klaus~! disse...

Os melhores sempre morrem cedo! Páia! Mas nesse pouco tempo de vida deixam marcas profundas em gerações e mais gerações. Adorei os comentários! E Nyo, sério, juro que não lembrava dessa frase da Vera Verão xD Nuóssa, quando li pude até ouvir a voz dela, fiiiino! HAHahHAHahAHHa

Vivi disse...

Huhasuhaususas não tem como não ler essa frase e não se lembrar da voz e da rodadinha hehehehe.
Jorge Lafond foi uma minoria em epocas onde a minoria era vista como escoria...Isso melhou muito graças a personagens como o dele. Porem o Brasil ainda está engatinhando rumo a igualdade e liberdade. Sem querer levantar bandeira mas na epoca lembro que me ocorreu um pensamento sobre tua morte. Como alguem que deveria pregar a compaixão e o famoso ''amai-vos uns aos outros'' dá esse belo exemplo de intolerancia e preconceito?