quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Toda moeda tem 2 caras

Pois é... tu achou que podia viver aí tranquilo e feliz, segurando tua namorada por uma coleira chamada "Fernandinha", né, manolo?! Aaaaaaaah, só na malandragi! Mas nem tudo são flores, meu chapa! Siiiiiiiiim, pois elas encontraram uma espécie de "Fernandão", éééé, mas para não dar na telha, chamaram-no ARROZ, e aí está!

Também chamado "Vinagrete", esse filho da puta cara é aquele maldito amigo (DELAS) que todos dizem "SÓ ACOMPANHA", ééééé, só acompanha... mas na hora da fome, nunca se sabe o que elas podem comer, né!? E vocês pensam que é ciuminho bobo, viagem, chifre"coisa da nossa cabeça", mas não é.

A gente tá ligaaaaado na parada. O cara tá sempre ali, BestFriendForever S2, só esperando uma chance pra morder esse pudim. Nós sabemos,
FARÍAMOS O MESMO, PROVAVELMENTE. Mas a situação ainda está sob controle até onde tange o limite do bom senso. Pois, assim como há os merdinhas que caem de boca nas Fernandinhas, há as diabinhas que usam do Arroz para causar ciúmes.

Ciúmes é até bom, pra relação. O medo de perder o outro. Chego a dizer até que confiamos em vocês,
SÓ NÃO CONFIAMOS NELES. Mas forçar a barra não é coisa de Deus! E é aí que tudo desanda! Chega a ser engraçado como em cada relacionamento há um, em cada momento: quando não há uma Fernandinha, há um arroz, e vice-versa. Alguns relacionamentos só andam assim, até! Só com essa necessidade de sentir que está perdendo o outro que passam a correr atrás.

Puta que pariu! Será que é tão difícil assim fazer um mínimo de força para não cair no comodismo?! Por que não fazer, da expontaniedade, uma rotina?! Rapazes, vocês podem mais que isso, e é sério! Moças, não se tornem rapazes!!! O mundo sempre foi melhor porque vocês estão no topo dele!

Um fim de interesses, novas paixões,
DEVEM ser acompanhadas de um término e um novo começo. O uso de um ser humano para causar ciúmes só faz de vocês (homens e mulheres) manipuladores sádicos que não se dão conta do quão vazios são. Aventuras são momentos gostosos os quais guardamos boas recordações, e nenhum peso na consciência. E assim segue nossa luta pelo fim da Fernandinha e do Arroz (ÓBVIO, intercalado com um maior suporte por parte das companheiras, afinal, quem quer faz por onde!).

Entendo a raiva que vocês têm da Fernandinha. Nossa birra do Arroz não é ciúmes. É que a gente sabe cuidar do que é nosso.

Mas e vocês, caros leitores? Estão cuidando de seu jardim? Não estão permitindo jardineiros infiéis em suas vidas, estão!? Contem-nos, desabafem, riam, chorem, que aqui é o Plural Metafônico,
UM MISTO DE EMOÇÕES E REALIDADES REGADAS AO BOM HUMOR DE UM SENSO NÃO-COMUM!

4 comentários:

Elisa Raabe disse...

sAHUSHaushA
Arroz??? Oo''
Nunca ouvi fala dessa expressão, mais achei assaz divertiiida!!
Mas realmente.. senti ciúmes é até bacana e talzs, mais usa terceiros pra causa isso é sacanagem.
Enfim.. bom post!! o/
Discorra mais sobre o assunto depois.. eles são tããão divertidos!!!
xDD~

Nelson disse...

nem jardim eu tenho... n da p cuidar d nd =D

BABN disse...

Não acho que para quebrar um comodismo deva-se utilizar de métodos de tortura psicológica, como o ciúmes. Visto que, apenas uma quebra de rotinas como: locais que costumam ir sempre, assuntos que estão sempre em pauta, etc... Se forem modificados, já será um puta avanço na relação. A falta de diálogo cria um mega problema, do mesmo modo que é incomodo perceber que o outro se sente completamente dependente emocionamente de vc, isso assusta. Não creio que nenhum "arroz" ou "fernandinha" sejam realmente necessários para se quebrar certas monotonias, isso tudo é um puta paradigma. Esse modelo é arcaico e não é efetivo.

Não sabia que vc gostava de sentir ciúmes.

Klaus~! disse...

Uso a teoria das Fernandinhas/Arrozes para identificar pessoas de mentalidade baixa. N'um ponto, óbvio, é uma situação bem engraçada. Mas quem acha graça é sempre aquele que fere o outro, e isso não é legal.

Pensando n'o que mais falar, assunto é amplo, botar d'um jeito divertido é que é foda! xD Mas bom que cês gostaram! E Nelsin, para de mentir que sei muito bem a horta que tu tá criando xD

E, não, não gosto de sentir ciúmes =) Gosto é de cuidar, e me sentir cuidado